Programação Completa do ST “Pós-abolição: racialização, memórias e protagonismos negros”

Começa hoje, na Universidade de Brasília, o XXIX Simpósio Nacional da Anpuh. Nesta terça-feira, 25 de julho, às 14h, terá início o Simpósio Temático “Pós-abolição: racialização, memórias e protagonismos negros”, coordenado por Álvaro Pereira do Nascimento (UFRRJ – IM), Ana Flávia Magalhães Pinto (Pós-Doc Unicamp). O encontros acontecerão no Instituto Central de Ciências (ICC) – Ala Sul, Sala BT 143, no famoso Minhocão da UnB.
Para esta edição do Simpósio Nacional, nosso ST recebeu 52 inscrições, número bem superior às 35 vagas disponíveis. Ficamos muito felizes não apenas com a quantidade, mas, sobretudo, com a qualidade dos trabalhos dedicados ao estudos sobre Emancipações e Pós-Abolição que nos foram enviados. Lamentavelmente, não pudemos acolher todas as propostas.
A fim de garantir a maior inclusão possível, contamos com valiosos gestos de generosidade. Assim, gostaríamos de agradecer as historiadoras Giovana Xavier, Hebe Mattos e Martha Abreu, que, além dxs coordenadorxs, abriram mão de apresentar seus trabalhos, mas mesmo assim se dispuseram a participar das nossas atividades.
Além disso, como de costume, teremos a participação em cada painel de comentadorxs especiais, que têm contribuído para o desenvolvimento do campo pesquisa. Somos, de tal sorte, muito gratxs pela prontidão com que aceitaram nosso convite xs historiadorxs: Edinelia Maria Oliveira Souza, Eric Brasil, Hebe Mattos, Lúcia Helena Oliveira Silva e Martha Abreu.
Ressaltamos que, diante da necessidade de ajustes de horários dxs participantes, tivemos que fazer pequenas alterações na sequência das apresentações. De todo modo, salvo um caso, não houve alteração de datas. Confira a programação completa logo abaixo.
Por fim, informamos que a reunião do GT Emancipações e Pós-Abolição acontecerá na quinta-feira, 27/07, entre 14h e 18h. Anfiteatro 13, Ala Norte – ICC.
Com a certeza de que teremos momentos valiosos de troca e aprendizado, desejamos a todxs uma ótima semana de debates na Anpuh!

Programação completa

25/7 – 14h às 16h

Comentatorxs: Álvaro Nascimento, Ana Flávia Magalhães Pinto

Fábio Dantas Rocha – Saindo das sombras: negros e pobres em São Paulo (1900-1920)

Josemeire Alves Pereira – Trajetórias de famílias negras, Pós-Emancipação, direito à terra e segregação na constituição de territórios em Belo Horizonte (MG)

Mariana Emanuelle Barreto de Gois – Desordeiros e Destemidos: experiências de indivíduos negros na Penitenciária Modelo de Aracaju, SE (1930-1960).

Lívia Nascimento Monteiro – #ÉNoisMoçambique #CongadaNegra #NossaSenhoraDoRosário: protagonismos negros e juventude nas festas de Congada e Moçambique de Piedade do Rio Grande-MG no tempo presente

Carolina Christiane de Souza Martins – São Luís, cidade negra: Cultura Popular e Pós-abolição no Maranhão

 

25/7 – 16h às 18h

Comentatorxs: Álvaro Nascimento, Ana Flávia Magalhães Pinto, Edinelia Maria Oliveira Souza

Camila Barreto Santos Avelino – Entre tabuleiros, enxadas e teares: o trabalho feminino no Vale Do Cotinguiba durante a escravidão e no pós-abolição, (Sergipe, 1876 a 1910).

Lucimar Felisberto dos Santos – Páginas da vida: experiências maternais de mães negras no antes e no pós Lei do Ventre Livre. Rio de Janeiro, 1869 – 1888.

Ana Paula Batista da Silva Cruz – Mães pretas, não casadas, registrando seus filhos naturais: As relações familiares na Freguesia de São Thiago do Iguape, no Recôncavo da Bahia. (1888-1900)

Fernanda Oliveira da Silva – Transgredindo o confinamento: mulheres no associativismo negro no extremo sul do Brasil e no Uruguai durante o pós-abolição.

 

26/7 – 14h às 18h

Comentadora: Lúcia Helena Oliveira Silva

Pamela Beltramin Fabris – Entre mestres e músicos: sociabilidade de afrodescendentes em Curitiba (1870-1910)

Lívia Maria Tiede – O associativismo negro visto pela trajetória da família de Frederico Baptista De Souza – São Paulo (1875-1937)

Jonatas Roque Ribeiro – O templo augusto do negro: associativismo negro em Minas Gerais no pós-abolição

Eric Brasil – As efemérides das Costureiras: associativismo, relações raciais e cidadania no Pós-Abolição Carioca (décadas de 1900 e 1910).

Karla Leandro Rascke – Associativismo negro em Florianópolis no pós-Abolição (1915-1930)

 

26/7 – 14h às 18h

Comentarora: Ana Flávia Magalhães Pinto

Marcus Vinicius de Freitas Rosa – A liga dos homens de cor: raça e política no pós-abolição

Lucas Andrade dos Santos – “Em que a raça precisa de defesa?” A Frente Negra da Bahia (1932-1934)

João Paulo Lopes – “Como será o amanhã? O futuro e o horizonte de expectativas na imprensa negra dos anos 1926 a 1937

Willian Robson Soares Lucindo – Imagens dos negros dos Estados Unidos nas páginas do jornal negro “Getulino”

Robério Santos Souza – Histórias de trabalhadores escravos e de luta pela liberdade nas estradas de ferro da Bahia, Séc. XIX

 

28/7 – 8h às 10h

Comentadora: Martha Abreu

David Durval Jesus Vieira – “Esse grande cubano”: a experiência de um artista negro em Belém (1896)

Alessandra Tavares de Souza Pessanha Barbosa – Mano Eloy: trajetória e protagonismo negro na construção cultural urbana do Rio de Janeiro do Pós -Abolição

Júlio Cláudio da Silva – Raça, Memória e Biografia: o protagonismo de Léa Garcia, nos tempos do Teatro Experimental do Negro (1950)

Caroline Moreira Vieira Dantas – Patricio Teixeira: a experiência de um músico negro na fonografia e no rádio (1920 a 1950)

 

28/7 – 10h às 12h

Comentatora: Hebe Mattos

Cristiane dos Santos Silva – Os trabalhadores rurais negros e mestiços diante o projeto escravagista em Santo Antônio do Rio Abaixo, na virada do século XX

Aline Najara da Silva Gonçalves – Do escravo que negocia ao liberto imperfeito: Desdobramentos da política da escravidão na Vila de Santo Antônio de Alagoinhas (BA) na segunda metade do século XIX

Yaracê Morena Boregas Rêgo – Onde tem vivos os seus parentes todos ingenuos e cidadãos estabelecidos: Reescravização e mobilidade de afrodescendentes em São Paulo (1880-1900)

Humberto Fernandes Machado – A Nostalgia do Cativeiro nas páginas dos jornais da Corte.

Maria do Carmo Moreira Aguilar – Desagregação do escravismo, pós-abolição, racialização e conflitos em Cruz Alta/RS entre 1870-1900.

 

28/7 – 14h às 16h

Comentador: Eric Brasil

Edinelia Maria Oliveira Souza – Entre o campo e a cidade: itinerários da população negra na Bahia depois da abolição

Mayara Pláscido Silva – Revolução sem sangue na decantada pátria de Lucas. Cidadania e experiências de trabalhadores negros e migrantes em Feira de Santana – Bahia (1890-1930).

Carlos Eduardo C. da Costa – “Bilhete só de ida”: Memórias de Migrantes Negros no Pós-Abolição. Rio de Janeiro (1920-1950)

Renata Ribeiro Francisco – Memória maçônica de um negro arrojado e atrevido

 

28/7 – 16h às 18h

Comentador: Álvaro Nascimento

Francisca Raquel da Costa – Um Suspiro de Liberdade: práticas de reescravização de libertos e pessoas livres no Piauí. 1850-1888.

Antonia Márcia Nogueira Pedroza – Escravidão e emancipação: a luta dos escravizados e reescravizados ilegalmente pela liberdade nas tramas dos costumes e da justiça institucionalizada, no Ceará oitocentista

Leonardo Ângelo da Silva – Volta Redonda em Preto e Branco: relações raciais e desenvolvimentismos no “calor do fogo”, na raça (1946-1987).

Anúncios

Um comentário sobre “Programação Completa do ST “Pós-abolição: racialização, memórias e protagonismos negros”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s